Caminhamos (MUITO) bem com a diferença

"A INCLUSÃO não pode ser apenas uma palavra.
Com efeito, num tempo em que se inventam novos muros, em que se faz da exclusão uma bandeira política, uma marca civilizacional, uma negação do outro - sobretudo se o outro e o diferente for pobre - é preciso afirmar a inclusão com caráter de urgência.
Temos uma terra comum. Devemos ter, em termos de cultura, uma causa comum e multicultural.
Por isso, a inclusão do diferente deve estar sempre, como está, no coração das escolas e das organizações: a escola é de todos, dos atletas e das pessoas com deficiência, dos "alpha" e dos "delta"... De todos.
Acolhi, por isso, com toda a convicção, a proposta do DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA, para que o DIA INTERNACIONAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, que se celebra a 3 de dezembro, seja comemorado em todo o território do Agrupamento der Escolas de Cister com a máxima divulgação possível.
A atividade é fácil e simples e está ao alcance de todos. Por um dia, vais ver o que significa, embora em pequeníssima escala, ser diferente." Gaspar Vaz (Diretor do Agrupamento de Escolas de Cister)

DESAFIO: No dia 3 de dezembro, segunda-feira, todos nós vamos calçar 2 sapatos/sapatilhas/botas desemparelhados... ou então, se formos menos radicais, usamos atacadores de cores diferentes. ACEITAS?

03 Dezembro 2018 00:00 ·

Promotores

Agrupamento de Escolas de Cister

Apoios

Geração S+