Geração S+ em notícia no Região de Cister

30 Ago 2019

Há aventuras que devemos viver. Há aventuras que nos levam a levantar do sofá e a sair fora da caixa. Foi isto o que aconteceu ao grupo de jovens que se juntou ao Região de Cister e à Geração S+. Saíram da sua bolha para experimentar a profissão de JORNALISTAS. No entanto, foram ainda mais do que isso. Mostraram-se responsáveis, aventureiros, criativos, apaixonados, curiosos, desinibidos... Um grupo fantástico.

Na edição desta quinta-feira (29/08/2019) do Região de Cister (RC) testemunha o que se passou pelo recinto da Feira de São Bernardo, em Alcobaça.

Momento que levou Marco Clemente, um dos responsáveis do projeto Geração S+, a afirmar:"É mais fácil ficar no sofá, esconder atrás das redes sociais, “comprar feito”, o papá ou a mamã fazerem/organizarem. É mais fácil ser passivo, dependente, “marionete”. Mas não é o mais útil, não é o que faz florescer, não é o caminho da satisfação nem da felicidade. É para o florescimento que queremos regar estes nossos jovens e foi um pouquinho disso que vimos acontecer com este seu envolvimento no Região de Cister Júnior".

Também Sara Vieira, jornalista do RC, escreveu: "Quando lançámos a convocatória do recrutamento dos repórteres juniores para a Feira de São Bernardo recebi um email de um pai que me deu força para convocar os jovens deste mundo e do outro. Sim, confesso-me emotiva e impulsiva. Mas, acreditem, a energia positiva é meio caminho andado para o sol chegar. E chegou, mesmo, com a inscrição de 12 “jornalistas” (a que se juntaram mais cinco durante o certame). E que jornalistas! Que talento, que à vontade, que curiosidade, que empenho, que... sei lá! Percebi logo no primeiro dia que não iam precisar de mim para nada e, de facto, não precisaram. Passem pelo site do REGIÃO DE CISTER e vejam, por favor, o à vontade que esta equipa teve em colocar um gravador (ou um telemóvel...) à frente das pessoas". Passou de 12 para 17!

Apenas desejamos que mantenham esta atitude na vida, ou seja, que ousem fazer e ser diferentes.